terça-feira, 24 de julho de 2012

CHEFE DA QUADRILHA FALA SOBRE O FORO DE SÃO PAULO



A imprensa brasileira, quase toda ela devotada à defesa da Revolução Socialista (na sua forma gramsciana) passou quase 20 anos negando a existência do Foro de São Paulo, entidade comunista criada por Fidel Castro e Lula em 1991 para o fim de reerguer o comunismo falido na Europa Oriental. Na sua ata de fundação lê-se: "das cinzas da Fênix comunista renascerá na América Latina a Grande Revolução Comunista". Durante anos, desde aquele tempo a esquerda latino-americana foi acumulando vitórias eleitorais que elegeram e reelegeram vários caudilhos sul-americanos que levaram seus respectivos países à ruina moral e econômica, com a a abolição dos direitos humanos, a liberdade de imprensa, e com os incríveis  campos de concentração das FARC. Lula e o PT louvaram as FARC da Colômbia e seus campos de prisioneiros políticos onde milhares foram e ainda são mantidos em cativeiro cruel nas selvas  sul-americanas. Lula estava e ainda está do lado da guerrilha comunista que abastece a América Latina com cocaína. Dessa droga se origina o dinheiro que compra tudo, e que destrói as instituições verdadeiramente democráticas. No governo Lula a cocaína e o crack invadiram o Brasil. Lula é responsável pela criação de cracolândias em praticamente todas as grandes cidades brasileiras. Seu Ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal não mexeram uma palha para impedir  isso, pelo contrário, fazem a apologia dessas drogas.

Pois agora Lula fala abertamente no Foro de São Paulo, negado pelos seus jornalistas assalariados que não vêem e nunca viram nada de mau em um regime atrasado como Cuba, uma ditadura policialesca como a Venezuela de Chàvez, e a Argentina da Loca de Buenos Aires,  cujo principal objetivo é fechar a imprensa livre e confiscar o papel de imprensa, como seu ídolo, Lenin, fazia nos idos de 1917.

E o que diz a mídia comunista amiga agora? Vai continuar negando a existência do Foro de São Paulo. E a RBS, a Radio Guaíba, escrava de Edir Macedo e seu poder degenerado? E a Globo e o Jornal Nacional? Vão continuar enganando o povo brasileiro? Vejam o video da boca do chefe de quadrilha dos mensaleiros, o comunista corrupto Lula, cabo eleitoral confesso do assassino Chávez.

Onde estão os formadores de opinião comunistas? Este texto é para vocês.




Leiam Reinaldo de Azevedo se tiverem coragem, aqui



 






sábado, 21 de julho de 2012

A EDUCAÇÃO DO ADMIRÁVEL GADO NOVO







 O BRASIL ESTÁ NO NÍVEL DA IGNORÂNCIA DO LULA!


OS NÚMEROS DA NOSSA IGNORÂNCIA SÃO IMPRESSIONANTES!


SÓ 26% DO POVO BRASILEIRO É ALFABETIZADO PLENAMENTE!



Os indicadores são do Instituto Paulo Montenegro, pelo INAF (Indicador do Alfabetismo Funcional) criado a partir de 2001. http://www.ipm.org.br/ipmb_pagina.php?mpg=4.03.00.00.00&ver=por


A era Lula da indigência intelectual e escolar produziu estes números horríveis!


Apenas 35% do Admirável Gado Novo com Ensino Médio completo pode ser considerado plenamente alfabetizado (2001-2012).

Somente 38% do Admirável Gado Novo com formação superior pode ser considerado alfabetizado plenamente. Isto significa que que mais de um terço dos nossos médicos, advogados, engenheiros, arquitetos, sociólogos, filósofos NÃO sabem ler, escrever, NEM ENTENDER textos longos com percepção perfeita. Pedagogos semi-alfabetizados ditam regras para os bezerrinhos deste Admirável Gado Novo.

O Instituto Paulo Montenegro classifica em quatro escalas esse rebanho humano:


Analfabetos

Não conseguem realizar nem mesmo tarefas simples que envolvem a leitura de palavras e frases ainda que uma parcela destes consiga ler números familiares.

Alfabetizados em nível rudimentar

Não conseguem realizar nem mesmo tarefas simples que envolvem a leitura de palavras e frases ainda que uma parcela destes consiga ler números familiares. Localizam uma informação explícita em textos curtos, leem e escrevem números usuais e realizam operações simples, como manusear dinheiro para o pagamento.

Alfabetizados em nível pleno

Estes são apenas 35% que têm Ensino Médio completo. Leem textos mais longos, analisam e relacionam suas partes, comparam e avaliam informações, distinguem fato de opinião, realizam inferências e sínteses. Resolvem problemas que exigem maior planejamento e controle, além de interpretar, mapas e gráficos.


Alfabetizados em nível básico

Leem e compreendem textos de média extensão, localizam informações mesmo com pequenas inferências, leem números na casa dos milhões, resolvem problemas envolvendo uma sequência simples de operações e têm noção de proporcionalidade.


             O que o Instituto Paulo Montenegro não disse:


que o Brasil piorou a um nível incompatível com seu nível de riqueza;

que o Brasil se educa pela mídia e pela propaganda (ex.: Rede Globo e assemelhados), onde aprende pornografia, desvios sexuais, apologia do racismo, falsos direitos humanos e democracia de votos trocados por dinheiro em nível de esmola. Na Globo tem devassidão;

que a juventude brasileira (o Novo Gado Novo) somente sabe coisas de sua própria memória, e no seu apertado horizonte de vida. Para eles inexiste a história e a geografia. Vivem um eterno presente acorrentados a sua “cidadania” ignorante;

que o Admirável Gado Humano perdeu as noções de ética e moral de sua própria tradição – somos um Gado Novo desenraizado do nosso passado;

que a Revolução Socialista gramsciana é plenamente vitoriosa no Brasil;

que a pedagogia Paulo Freire é um criminoso modelo de destruição da inteligência, do trabalho, do estudo penoso, e do MÉRITO;

que o Gado Novo tem os chifres da violência, o pelo, e o fedor do Lula, protótipo de atraso intelectual, exemplo de corrupção, modelo de preguiça, e perfil de deboche pelas leis e pela Constituição.


FINALMENTE, O ADMIRÁVEL GADO NOVO TEM UM ALGORITMO, UMA MEDIDA OBJETIVA, INDEPENDENTE DA MINHA ESCALA DE VALORES:

             ELE É 74% DO POVO BRASILEIRO!





quarta-feira, 18 de julho de 2012

ADMIRÁVEL GADO NOVO II



AMENDRONTAR É PRECISO; SABER NÃO É PRECISO, PORQUE NADA SE FAZ SEM O MEDO DO REBANHO, O ADMIRÁVEL GADO NOVO DO MUNDO DAS VACINAS E DOS VIRUS MAN MADE.


A hi$teria H1N1 chegou ao máximo no RS. Alavancada por uma mídia militante, cega, e prestativa aos dois últimos governos petistas, o medo se instalou por aqui. As maiores genuflexões alimentam o pânico de quase uma dezena de milhão de um povo que já foi o mais culto, o mais letrado, e politicamente o mais esclarecido do Brasil. Mídia e governo, estadual e federal, chegaram ao ponto mais baixo de desinformação. Ambos são coadjuvantes na hi$teria H1N1. Juntos, mídia e governo federal chegaram ao auge: conseguiram convencer até os mais recalcitrantes do perigo mortal do perigosíssimo vírus do grupo A, o H1N1, e sua vacina salvadora. Não falaram uma única palavra, no entanto, sobre o companheiro de grupo, o virus H2N3, muito mais letal e de maior morbidade.



Conforme o CDC de Atlanta, órgão balizador, tanto das doenças do vírus influenza, como das vacinas preconizadas, o vírus H2N3 é muito mais perigoso no ano de 2012. Vejam o link, e no fim do GROG.



Mas na mídia ensinada e acabestrada nenhuma palavra sobre isso foi dita ou escrita. O pior, no entanto, é a ignorância das instituições de ensino universitário de “Saúde”. Empenhadas em defender os interesses corporativos dos grandes grupos farmacêuticos, assim assegurando sua sobrevivência política e seus ganhos pessoais econômicos, como os governantes no alto nível federal, obedecem como cães ao que lhes é mandado, e acolhem sem mais, nem desconfiam (ou confiam demai$ no que lhes é dito) para quem trabalham e ensinam.

Até as instituições de ensino estão por demais envolvidas nesse grande negócio de vírus vs vacinas. Cursos médicos e paramédicos não têm como hábito desconfiar de empresas multibilionárias, que na verdade são seus verdadeiros mentores – o Big Pharma direciona o Ensino médico mundial desde 1920. No caso das vacinas e dos vírus man made o assunto toma rumos escandalosos.


Nada se espalha como o medo. Confissão?


Um grande exemplo disso, da ignorância acadêmica, tive recentemente. No ano passado foi feito pelo CDC de Atlanta, com apoio da OMS (ONU) um filme de propaganda das vacinas. Chamou-se Contagion. No filme, uma autêntica promoção dos órgãos ditos científicos que têm interesses conflituosos com os grupos farmacêuticos fabricantes de vacinas, se pode ver as etapas de como se lava o cérebro coletivo ignorante. Em primeiro lugar um vírus desconhecido, incrivelmente rápido (que leva um dia incubando para matar nos próximos dois ou três), se espalha por dois continentes. Em uma seqüência rápida, dramática e assustadora, a morte se espalha – não há doentes crônicos, todos vão morrer. Os ingênuos acreditam estar vendo nesta rápida seqüência um vírus como o H1N1, por exemplo, se espalhando e matando. No filme são mostradas as próprias dependências do CDC, da OMS, com executivos cientistas alarmados e determinados em conhecer a primeira vítima, o caso zero, além de insinuar que uma vacina a ser feita rapidamente é a única salvação. Para se assegurar isso, lógico, um aparato militar-policial é montado. Em outras palavras, o Estado praticamente totalitário está pronto para desencadear uma emergência que pune com a prisão em campos da FEMA os recalcitrantes. Tudo isso ocorre, como disse, em um ambiente de máximo medo, um medo tão grande que o indivíduo assim enganado se entrega nas mãos desse Estado policial (no caso a Guarda Nacional) sem pensar duas vezes. Algumas bobagens e gritantes erros são mostrados como salvação: a vacina, feitas às pressas, é inoculada em pessoas que já estão doentes, algumas em estado terminal – a vacina passa a ser REMÉDIO, o que elas jamais foram!
 



As pessoas ingênuas e mesmo as mais dotadas intelectualmente que assistiram esse filmeco mentiroso acham-no maravilhoso e verdadeiro. Ah, como é legal ver como trabalham os cientistas, devotados servos da saúde mundial, e prestimosos e indispensáveis humanistas sem os quais a humanidade pereceria. Como é ilustrativa a sequência que mostra modelos de computadores ensaiando a combinação de proteínas que compôem cada virus em particular. A máxima ironia é ver no filme como a internet – a última rede livre e verdadeira de informações, fora do alcance do poder militar e econômico, é vilipendiada. Uma das personagens do filme é um blogueiro que denuncia a farsa, o modus operandi do Big Pharma e dos Governos Mundialistas. Ele é preso e logo depois, desacreditado, é solto. A imagem que fica na cabeça oca do espectador é que na internet só tem malucos, vigaristas e espertalhões cujo único objetivo é se promoverem.

O filme não esqueceu nada. Até conta com a ignorância acadêmica e da população geral (mal informada por definição) promover a validade das vacinas no mundo globalizado. O filme mentiroso passa a ser altamente recomendado para estudantes das áreas médicas. O nome disso é desinformação. Conceitos politicamente corretos como bio-ética, biosegurança, equilíbrio ecológico, já incrustrados nas mentes lavadas por décadas de propaganda estatal, e condicionadas a aceitar o controle total do Estado como algo comum, proliferam no filme – eles dão o ar de certeza ideológica a qual as mentes lavadas dão todo o crédito. Por isso o filme é “maravilhoso”, “indispensável”, e “oportuno” para quando sobrevier uma pandemia (mesma a falsa pandemia H1N1 em 2009, nascida da cabeça da chinesa Margareth Chan, chefe da OMS).


A título de informação (não disponível nas agências públicas e privadas) a gripe A do vírus H1N1, foi muito fraca e muito menos mortal do que o virus H2N3, também do grupo A, neste ano nos EUA. No post abaixo dei os links para quem quiser saber mais sobre o hoax virus/vacinas. Abaixo exponho quatro gráficos mostrando a realidade nos EUA. Dados do CDC de Atlanta. Eu sou, portanto, insuspeito para falar do CDC.


incidência dos 4 virus (2011-2012)

O quadro acima mostra claramente o virus H2N3 predominando, e não o H1N1 na 11a semana do ano de 2012. Aqui no Brasil o virus do grupo A H2N3 não é citado na mídia, nem pelo governo. Mas eu cito: o H2N3 é o nosso velho conhecido mixovirus - o virus sazonal de cada santo inverno. Infelizmente para os políticos e os fabricantes, o H2N3 não dá lucros nem medo. É um péssimo negócio. Se duvidam, leiam a bula da vacina oferecida este ano. Está lá o mixovirus, mas a fama de malvado é do H1N1.





Mortalidade combinada


Não houve epidemia nos Estados Unidos como não houve epidemia aqui no Brasil, nem no RS. O que há aqui é MEDO, fruto da fraude pandêmica de 2009. O governo brasileiro continua faturando alto a partir da fraude "chinesa" da OMS. A curva inferior do gráfico arranha a linha de base; muito menos chega ao limiar de epidemia. Mas politicamente o medo inoculado na população (especialmente gaúcha) está sendo aproveitado por prefeitos e jornalistas que têm a ganhar com isso tudo. Há néscios que querem vacinar toda a população. Incrível, mas até o governo Dilma-Lula foi contra!




As faixas de idade

Ué! Não são as mesmas para as quais se planejou a distribuição de vacinas. Digamos que foi um erro, apenas, das nossas autoridades.



Doenças assemelhadas à gripe - declínio em 2011-2012


O ano epidemiológico 2011-2012 nos Estados Unidos foi o mais brando desde 2009. A linha de base nacional (EUA) não foi ultrapassada pelas ILI (doenças semelhantes à gripe). Não há o que temer então, também no Brasil. O que há aqui, sim, é o MEDO que propulsiona compras exageradas na casa de centenas de milhões de dólares dos fabricantes, especialmente da GLAXO SMITH KLINE, parceira do Lula em 2009 e envolvida em fraudes e multas bilionárias por conta de sua inidoneidade. Alguém lucra muito com isso lá fora, e aqui no Brasil. 

Abram os olhos e recebam uma gota de GROG. Você vai enxergar melhor e mais longe. Atenção: GROG não é uma vacina, nem está à venda.


sábado, 7 de julho de 2012

VACINAS E FRAUDES: COISA COMUM



A FRAUDE CONTINUA... vejam abaixo no link.

 



 



O governo brasileiro não resistiria a uma pilantragem que trouxesse milhões de dólares para as burras do governo dos mensaleiros. Vejam a escandalosa compra como publicada no Diário Oficial da União. Saiba como se enriquece aqueles que já são milionários. É claro que eu não estou falando em benemerência; de Lula ajudando o Big Pharma a ficar mais rico.

Dispensa de licitação com a GSK

DOU Nº 248, terça-feira, 29 de dezembro de 2009

LINK DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA

EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 2050/2009

Nº Processo: 25000613161200935 . Objeto: Aquisição de 40.000.000 de doses de Vacina Humana Influenza Tipo A H1N1, vacina para administração por injeção intramuscular - frascos com no mínimo 10 doses/frasco. Total de Itens Licitados: 00001 . Fundamento Legal: Artigo 24, inciso IV, da Lei 8.666/93 . Justificativa: Trata-se de aquisição emergencial visto a pandemia da influenza do tipo a H1N1.

Declaração de Dispensa em 24/12/2009 . VAGNER DE SOUZA
LUCIANO . Diretor do Depratamento de Logística . Ratificação em 24/12/2009 . VAGNER DE SOUZA LUCIANO . Diretor do Departamento de Logística. Valor: R$ 465.532.000,00 . Contratada: GLAXOSMITHKLINE BRASIL LTDA. Valor: R$ 465.532.000,00.

(SIDEC - 28/12/2009) 250005-00001-2009NE900002
------------------------------------------------------------------
Contrato com a ID BIOMEDICAL CORPORATION OF QUEBEC

DOU de Nº 14, quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

LINK SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS A D M I N I S T R AT I V O S COORDENACAO-GERAL DE SERVICOS GERAIS EXTRATO DE CONTRATO Nº 67/2009

Nº Processo: 25000613161200935. Contratante: MINISTERIO DA
SAUDE -CNPJ Contratado: ESTRANGEIRO. Contratado : ID BIOMEDICAL CORPORATION OF QUEBEC. Objeto: Aquisição de 40.000.000 de doses de Vacina Humana Influenza Tipo A H1N1.

Fundamento Legal: inciso IV do artigo 24 da Leinº 8666/93. Vigência: 30/12/2009 a 30/06/2010. Valor Total: R$465.532.000, 00.

Fonte: 351000000 - 2009NE904949 Fonte: 355000000 -

2009NE904950. Data de Assinatura: 30/12/2009.

(SICON - 20/01/2010) 250005-00001-2010NE900001
-----------------------------------------------------------------

No link abaixo podemos ver que a GSK criou uma subsidiária canadense (na Província do Quebec). Foi com essa empresa que o governo do Lula contratou uma segunda compra de mesmo valor e quantidades de doses em 30/12/2009.



 
  Lula (sem black-tie) estranho no ninho dos illuminati

Logicamente o o próprio Lula se beneficiou politacamente, para dizer o mínimo, desse contrato, o qual lhe valeu uma indicação para o Prêmio Chatam House do ano. Um dos patrocinadores de Lula foi a própria GSK.  Então não surpreende que a GSK esteja envolvida em trapaças que colocam a vida de milhões de pessoas em risco.Vejam a lista.

Royal holandês Shell plc (patrocinador principal)
A Anglo American plc
Banco do Brasil
Banco Itaú
BG Group
Bloomberg
BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento
Bradesco
British American Tobacco
Chevron Ltd
Chivas Brothers
Eni S.p.A.
GlaxoSmithKline
HSBC
Petrobras SA
Rolls-Royce plc
Santander
TAM Airlines
Telefonica

Fonte: http://www.chathamhouse.org.uk/events/s ... rize/2009


O conflito de interesses é uma constante nas negociatas das vacinas, especialmente aquelas que provocam o pânico das populações. Enquanto os países europeus, e o próprio Estados Unidos, deixaram de assustar seus cidadãos desde 2010, quando ficou claro que a pandemia H1N1 era uma fraude da qual governos corruptos muito se beneficiaram, o Brasil, com a ajuda da mídia-serva, continua a mesma prática desonesta. Agora a farsa opera assim:

Os três tipos de virus que circulam no Hemisfério Sul atualmente pertencem a dois grupos: o grupo ou tipo A (o virus H1N1, e o mixovirus H2N3), mais o tipo B (Brisbane). Desde 2009 as autoridades médicas americanas (CDC de Atlanta), a OMS, e a Pan-Americana de Saúde sabem que a cepa ou tipo mais virulento, capaz de produzir uma doença mais grave, e MAIS ÓBITOS do que os outros dois juntos, é o Mixovirus (H2N3). No entanto, no Brasil corrupto, de autoridades corruptas, o povo é levado a crer que somente o virus A H1N1 é mortal ou capaz de grande morbidade (doença). A mídia interessada em produzir pânico e, mui provavelmente, beneficiária econômica com essa desinformação, trabalha incansavelmente para este governo. O povo jura que o H1N1 é o principal inimigo apenas pelo simples motivo que este tipo de virus traz a memória da "pandemia", reproduzindo a hi$teria de 2009.

Nem os médicos sabem (porque não estudam, não lêem, não se interessam) que as mortes atribuídas ao H1N1 são falaciosas - o mixovirus H3N2 da gripe sazonal (do inverno) mata quase três vezes mais. Mas o H1N1 fatura muito mais! Eis o segredo bem guardado. Querem a prova? Vejam o site do CDC no link abaixo. É preciso saber inglês, algo que os habitantes de um dos países mais burros e ignorantes do planeta certamente não sabe fazer.


Em especial lê-se nos parágrafos abaixo do texto:

Morbidity and Mortality Weekly Report (MMWR)

June 8, 2012 / 61(22);414-420



...During the 2011–12 influenza season in the United States, influenza activity* occurred at low levels during October through December and increased in January and February before peaking in mid-March. Influenza A (H3N2) viruses predominated overall, but influenza A (H1N1)pdm09 (pH1N1) and influenza B viruses also circulated widely. This influenza season was mild compared with recent years, with a lower percentage of outpatient visits for influenza-like illness (ILI),† lower rates of hospitalizations, and fewer deaths attributed to pneumonia and influenza. This report summarizes influenza activity in the United States during the 2011–12 influenza season (October 2, 2011–May 19, 2012) and reports the recommendations for the components of the 2012–13 Northern Hemisphere influenza vaccine.

Viral Surveillance

During October 2, 2011–May 19, 2012, World Health Organization (WHO) and National Respiratory and Enteric Virus Surveillance System (NREVSS) collaborating laboratories in the United States tested 169,453 specimens for influenza viruses; 22,417 (13%) were positive (Figure 1). Of the positive specimens, 19,285 (86%) were influenza A viruses, and 3,132 (14%) were influenza B viruses. Among the influenza A viruses, 14,968 (78%) were subtyped; 11,002 (74%) were influenza A (H3N2) viruses, and 3,966 (26%) were pH1N1 viruses.
 
The proportion of specimens testing positive for influenza during the 2011–12 season first exceeded 10% (indicating higher levels of viral circulation) during the week ending February 4, 2012, and peaked at 32% during the week ending March 17, 2012.

Although influenza A (H3N2) viruses predominated, pH1N1 and influenza B viruses also circulated widely, and the relative proportion of each type and subtype varied by geographic region and week. From October through December 2011, fewer than 5% of specimens tested for influenza were positive. Of those that were positive, 81% were influenza A and 19% were influenza B viruses. As activity increased in January 2012, the proportion of influenza A viruses increased, accounting for 88%–95% of viruses reported each week from January 1 to March 17. Although pH1N1 viruses accounted for only 4% of influenza A viruses reported from October through December, that proportion increased to 22% from January through mid-March. The largest number of both influenza A (H3N2) and pH1N1 viruses were reported for the week ending March 17. As influenza A activity declined, the number of influenza B viruses increased, with the largest number of influenza B viruses reported for the week ending April 21.

Como vemos o virus H2N3 predomina e é responsável pelo maior grau de morbidade e óbitos.

E, é sempre bom lembrar o que está escrito na bula da vacina dada no Brasil atualmente: "nesta vacina há componentes de thimerosal (mercúrio), gelatina (aspartame), formaldeido (cancerígeno), e Triton X 100 (detergente industrial usado na metalurgia e na indústria metal-mecânica). Por, fim, a imunidade leva de 2 a 3 semanas para se fazer. Por outro lado, nem todo mundo fica imunizado.

Então, continuem lavando as mãos como Pilatos.