sábado, 31 de março de 2012

“ALGO GRANDE ESTÁ SENDO ARMADO”






No post de 20/03/2012 - A CORRUPÇÃO TAMBEM PEGOU CÂNCER - (leia abaixo) eu adverti que algo grande estava sendo armado. Impossível que um caso policial de 2009, ou anterior, estivesse sendo revelado naquele instante ao grande e bobo público com tanta coisa nova acontecendo. Podia se esperar mais, e logo se confirmou: “pegaram” o Demóstenes Torres, isto é, revelaram agora o que a Polícia Federal já sabia da Operação Monte Carlo de dois anos atrás. Da mesma forma que a história dos contratos superfaturados envolvendo gerentes de hospital e órgãos públicos, agora a mídia toda, em todas as frentes da desinformação, revela que o senador do DEM era corrupto e estava envolvido com uma figurinha carimbada e manjada como o tal Carlinhos Cachoeira.



Com grande estardalhaço o senador foi queimado politicamente vivo, sem defesa, na mídia, que é o grande tribunal totalitário de que se vale a ditadura petista. Aqui não me interessa o mérito.


Ontem no Jornal Nacional o país dos bobos ouviu uma gravação em que o nome do vice-presidente da República Michel Temmer é citado por Carlinhos Cachoeira, no mesmo contexto em que aparece o senador Demóstenes Torres. O que querem os totalitários do planalto e seus acólitos da imprensa? Pegar o Michel Temmer, colocando uma saia justa no PMDB, o maior partido de aluguel do Ocidente? Tudo indica que sim.




Marcio (Toma Mais) Bastos



                  
                                        
Outro sinal apocalíptico: Marcio Thomaz Bastos, lembram?, apareceu na TV. Para quem já o esqueceu, eu lembro que o Marcio (Toma Mais) Bastos foi o primeiro Ministro da Justiça e chefe da Polícia Petista. Depois de algum tempo, depois de acabar com os crimes hediondos da constituição Federal de 1988 (aquela que o PT não assinou) se afastou para tratar de seus múltiplos intere$$e$, entre eles defender Lula e seus 40 ladrões no caso do mensalão, e mais tarde Palloci no caso Francenildo Pereira. Muito estranho que figura tão hedionda e sinistra mostre as fuças na TV do Big Brother justamente agora. Está faltando estopa para tanto prego?



Laurentzi Beria


 O círculo totalitário está se fechando. As figuras sinistras que lembram Yagoda, Beria, estão em evidência. Tarso Genro foi visto na frente do Círculo Militar no aniversário da Revolução de Março de 1964, onde velhinhos foram agredidos por uma juventude maoísta dos velhos tempos da Revolução Cultural. No mais o país segue seu curso em direção a uma ditadura que cada vez mais usa menos disfarces. Tudo isto é claro para quem conhece a lógica. Para o povão bobo nada é aparente; toda ilusão tem cara de realidade, mas para mim e para muita gente a ditadura petista era altamente previsível.

                     



Yagoda


 Ficou também muito claro o poder da Polícia Federal em mãos de bolcheviques: sua principal função é investigar adversários políticos. A PF é uma Polícia de Governo, não de Estado. O petismo com um DNA leninista e stalinista é especialista em segurar o que sabe, seja por três anos, quatro anos, não importa que o malfeito (para usar expressão da ditadura petista) produza seus malefícios à população e ao país nestes anos todos da investigação. Quem foi que disse que a PF está interessada no povo ou no país? A função primordial é dar instrumentos jurídicos ao governo petista de plantão. Aliás, já aparelhada no governo FHC, ela já fazia isso. Apenas aguardava que o poder lhe caísse nas mãos como caiu em 2003. O perigoso Tarso Genro, ex-ministro da Justiça e do Crack de Lula, deve estar dando risada do DEM.




batata assando

                                

Por falar em DEM, os tucanos que se cuidem: o picolé de chuchu, Geraldo Alckmin, começou a ser queimado no Jornal do Big Brother de ontem, 30/03/2012. Bem feito! Quem preferiu o dinheiro estrangeiro ao impeachment do Lula em 2005 deve agora pagar a traição ao país. O PT não enxerga mais nada na sua frente.




 

quarta-feira, 21 de março de 2012

A CORRUPÇÃO TAMBÉM PEGOU CÂNCER




A GLOBO (QUEM DIRIA?) DESCOBRIU A CORRUPÇÃO!

Extra, extra, read all about it!

Você já se grogou hoje? Será que a corrupção também pegou um câncer?

A Rede Bobo de Televisão descobriu um novo e escandaloso caso de corrupção. No Fantástico desse domingo (18/03/2012) a TV mostrou empresários combinando propinas com jornalistas que se diziam representantes de órgãos públicos. Essa foi e continua sendo uma reportagem fantástica. No dia 19/03/2012 o Jornal Nacional dedicou 35 minutos (caríssimos neste horário nobre) ao assunto. No dia seguinte, de novo: mais de 30 minutos de ódio, digo, de dedicação ao combate à corrupção. A reportagem é tão perfeita que os acusados parecem atores do Big Brother. Aliás, um deles em um ato falho olhou para a câmera escondida. Eu vi!



Os empresários estão ferrados! Agora já apareceram representantes de órgãos públicos federais, estaduais, gestores de hospitais e de Saúde Pública, Tribunal de Contas, o escambau, todos indignados com tanta corrupção. Até a Ouvidoria Geral da República que nunca ouviu nada, que nunca sentiu cheiro de bosta no Planalto, se manifestou.


Faz anos que não vejo o Jornal Nacional se dedicar a uma caça às bruxas. Foi assim com o Ministro da Saúde do Collor, Alceni Guerra, o homem dos guarda-chuvas. Na época foram quase 4 horas por semana de Jornal Nacional até derrubar o Ministro que, mais tarde, se provou inocente. O resultado daquilo vocês conhecem.

Então, cuidem-se, algo grande está sendo armado, a Rede Bobo de Televisão não prega prego sem e$topa. Hoje (20/03/2012) a emissora da ética, da honestidade, e do Big Brother pornográfico, chegou a citar a administração do governo estadual do Sergio Cabral como participante dos enredos – falou em milhões, um roubo gigantesco que não teria sido visto pelos pacificadores de bandidos.


Surgiram as reações mais violentas, inclusive no Congresso. O senador Álvaro Dias quer uma CPI, desejo que me faz suspeitar mais ainda da trama toda. CPIs, como todo o mundo sabe, são inócuas em uma ditadura socialista e democrática como a brasileira. O show midiático promete ser completo. Alguém preconizou a mudança da Lei das licitações, e por aí vai. Várias soluções para um problema que eu pensava banal, corriqueiro, totalmente previsível na corruptocracia chamada Brasil. Afinal, desde FHC as nossas instituições estão consolidadas, isto é, firmemente encravadas na merda socialista corrupta.


Tenho certeza que o assunto vai longe. Os empresários citados e já fantasticamente condenados pela Globo estão ferrados, como disse. A emissora decidirá no tempo oportuno as penas a serem cominadas. Antes serão humilhados pelos guardiões da ética. E ainda antes veremos Ministros do Supremo dando entrevistas na TV lançando seu voto, o que não deveriam, mas que adoram fazer.


Preparem-se e não percam: uma semana de ódio orwelliano televisivo tomará conta do país.


Mas, no afã de mostrar a culpabilidade antecipada dos acusados, a Globo, fantasticamente, deixou vazar que os futuros réus já eram manjados pela Justiça há anos, conhecidos dos mesmos Tribunais de Faz de Conta em processos que engavetavam com facilidade. De repente, então, a Globo descobre tudo. Tudo desengaveta-se: nomes, datas, valores, vídeos de alta definição. Deveremos ter algumas confissões. O país se indignará. Corrupção agora é isso. O mensalão, que a Justiça, alegando dor nas costas, tarda em julgar, é esquecido. Também é demais: Copa do Mundo, pontapé na bunda, cerveja e estádios e obras superfaturadas. Já são demais, não concordam?



Mas a Globo fez o seu papel. Requentou na hora certa um dos milhares de casos de corrupção da democracia lulista e dilmista, e pronto: estamos distraídos de novo. E o governo Dilma punirá exemplarmente, antes julgará ruidosamente, e jactar-se-á de ter combatido a corrupção – será a vingança contra a Angela Merckel da Alemanha que a humilhou. E sairá ainda mais por cima. Então isso não vale horas do espaço televisivo mais caro do país?

                 Aqui na Globo, e no Governo, temos Justiça.


Ah, vai ficar mal para o Sergio Cabral, o Pacificador de Bandidos. Quem sabe não é a hora do Dilmão se livrar dele? Por enquanto é isso. A nova novela da Globo continua. Por falar em novela, vem aí a propaganda da poligamia. Mas esse é outro Grog.



terça-feira, 20 de março de 2012

OBJEÇÃO DE CONSCIÊNCIA AO MORTICÍNIO DO ABORTO




aborto por sucção

Mata-se e remunera-se bem! Ligue para a Presidência da República!


O socialismo brasileiro e sua agenda governamental chegou ao ponto em que os médicos serão obrigados a fazer abortos para o Estado, também conhecido como Governo, Partido, Administração. Quem se recusar, se ferrará.

Esta é a ameaça escondida dentro do delírio da atual Ministra dos Abortos. Ela mesma nasceu e não foi abortada, para isso. Isso é democracia divina.

Não se precisou esperar muito. Tão logo assumiu a pasta, a   Ministra Eleonora Menicucci (com prática confessada em abortos na Colômbia, mesmo não sendo médica) já foi executando o plano do qual já participaram várias ministras. Por enquanto, as ameaças buscam aplacar a suprema dignidade de quem não concorda com os métodos fascistas, escondidos do povo, por objeção de consciência. É duro para as ditaduras proibirem ou sufocarem objeções de consciência, neste caso, pela mais nobre missão: preservar vidas.

A propósito, é imperdível o comentário de Reinaldo Azevedo em



http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/eleonora-menicucci-volta-a-atacar-agora-ela-mira-nos-medicos-que-nao-praticam-aborto-por-objecao-de-consciencia/



Depois de ler essa matéria fica claro que não há mais máscaras. O Dilmão deverá vir a público e admitir que suas lindas companheiras de cela não fazem nem nunca fizeram outra coisa senão conspirar contra vidas humanas indefesas. A Ministra não pode se queixar de estar sendo tratada pelo que realmente é: uma aborteira voluntária e feliz com os dois abortos que fez. Ninguém precisa ter medo de contar isso aos ventos, digo isso caso um jornalista esteja olhando o meu Grog.

Que sensação de poder deve ser matar um ser humano indefeso.

A aborteira, a abortista, e a abortante chefe da Secretaria de Políticas de Mulheres da Presidência da República em questão perseguirá os médicos com uma bomba de vácuo e um escalpelo nas mãos? Caso afirmativo, fujam doutores! Run for your lives que a bruxa vem aí!

O povo, é claro, não sabe nada disso. O assunto não passa na Rede Pornô de Televisão, nem no pay per view do Big Brother. O jornalismo abortivo todo silencia sobre a matéria. O negócio é a Copa da Cerveja e muitos contrato$$$$$$$.

O que mais assusta, no entanto, é a disfaçatez da gerentona Dilma. Não viu nada, não sabe de nada, e se perguntada e apertada for, defenderá com garras e presas a abortista ad hoc que ela nomeou. E que elenco do diabo ela tem ou teve, hein? Tirem as crianças da sala e dêem uma olhada.



a abortista na foto está embaixo da gerentona

DEUSMEU! PROTEJAM SEUS FILHOS DESSA TURMA!

 
Daí se explica porque essa gente não gosta de cruzes. Não devem gostar de alho, Sol, orações, etc.

Apesar de tudo, continuo achando que as mulheres estão sem representação no Governo.

sábado, 10 de março de 2012

A JUSTIÇA, A NOVA CRUZ DA SOCIEDADE CRISTÃ GAÚCHA





A decisão do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça (TJ) é consequência de um pedido da Liga Brasileira de Lésbicas (LBL) e outras entidades, como os grupos de defesa dos direitos dos homossexuais Somos e Nuances e a entidade feminista Themis. (Zero Hora ,7/3/2012)



http://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a3686977.xml&template=3898.dwt&edition=19137§ion=1003


A infeliz decisão do Conselho da Magistratura do TJ do RS DE RETIRAR OS CRUCIFIXOS, INCÔMODAS REFERÊNCIAS A JESUS CRISTO, de seus nobres postos de trabalho em todas as dependências jurisdicionais do Estado gaúcho, alimentou a sanha anti-homofóbica, cujo principal e verdadeiro objetivo é chegar ao poder discricionário máximo através de golpes mentirosos e ameaças processuais que rendem milhões às partes interessadas e seus procuradores.



ONGS pífias, que representam somente 2,3% da população brasileira, assustam a sociedade brasileira. A Justiça brasileira, seja aquela representada por juízes, sejam aquelas outras mascaradas sob nomes alternativos coletivos − verdadeiras ONGS governamentais que se imiscuem e ocupam postos na administração federal em nível de Ministérios, todas suspeitíssimas −, agora se transfigura e toma as medidas jurídicas típicas dos fascistas em movimento revolucionário. Não de repente, pois que batalha desde os tempos da tomada do poder da esquerda, governo FHC, mas inesperadamente, regredindo a um laicismo delirante. Um grande passo foi dado na laicização compulsória da sociedade brasileira. Uma verdadeira castração religiosa está em curso.

A novel e ousada encomenda de um grupo alimentado pelo Tesouro Nacional, entretanto, já conhecia a decisão atual. Isso mostra bem o grau de lassidão moral e de abulia da extraordinária maioria de brasileiros, 90% de cristãos que se omitem assustados por não saberem a força que têm. Mostra também o grau de concatenação das ações revolucionárias da Justiça tupiniquim (ou bolcheviquim) com setores minoritários que se tornam inimputáveis pela parceria e pela promíscua aliança com os três poderes, tudo muito acima da própria Constituição Federal.


 
Esta decisão, entretanto, prova qual o objetivo desses grupelhos minoritários: a destruição da religiosidade cristã e sua moral duas vezes milenar, e o próprio Estado de Direito, ora refém da truculência. A anti- homofobia e sua vontade legiferante sobre o país nada tem a ver com sexualidade ou direitos de homossexuais, como já se sabia. Tudo é uma questão de poder; um poder total, de um Estado Policial laico e lacaio da elite globalista mundial, que manda, não pede, o fim das religiões no mundo.


O fenômeno, portanto, é global; a vergonha, entretanto, é brasileira, tupiniquim e charrua, de juízes em tangas, pré-anchietanos selvagens ou pombalistas inflexíveis. Esse Conselho derruba por terra uma tradição de 500 anos para atender um pedido de uma minoria poderosa, barulhenta e chantageadora sustentada pelo governo federal, notório patrocinador de causas anti-tradicionais, anti-religiosas e anti-familiais. Amanhã Zero Hora, orgulhosíssima, estará propagandeando o aborto. 


By the way, o sociólogo entrevistado por Zero Hora está redondamente enganado, ou finge estar enganado: o Estado brasileiro atual não é laico nem neutro, como ele diz. Pelo contrário, ele é parcial, anti-religioso, e se coloca contra a vontade do próprio povo que começa a ter a sua fé religiosa e suas crenças subtraídas. Alguém pode argumentar que não existe o Estado “atual”, que o Estado é eterno, anterior e posterior a qualquer governo. É verdade, mas no Brasil o Estado, o Governo, e a Administração Pública se fundiram em um só ente nem tão abstrato assim como fantasia o “jesuíta” e o “católico” entrevistado. Desde que o país se tornou socialista é assim. A perseguição a símbolos religiosos estava anunciada por essa gente que adora a abstração do Estado, mas odeia a abstração da Fé de milhões de pessoas.


Até agora, 9/3/2012, nenhuma voz se articulou em defesa da permanência dos crucifixos. Apenas um padre se manifestou, contorcendo-se em escusas ao afirmar falsamente que a Igreja Católica acolhe os homossexuais. O padre está enganado, ou a Igreja a que ele se refere não é mais a católica; certamente é a Igreja criada pelo Concílio Vaticano II, um simulacro socialista e ateu do catolicismo. A Igreja Católica brasileira está paralisada, exangue, inerme, parasitada internamente. A Evangélica procura acentos no Congresso, logicamente atrelados ao governo socialista, ateu, e militante. As raras exceções de bravos lutadores evangélicos e alguns padres católicos contra o aborto, a perseguição religiosa, e o poder discricionário de um braço do governo, ainda nos dão esperanças.



Repito novamente, a questão em jogo não apreciada pelo Conselho, é a descarada acometida contra a tradição judaico-cristã do mundo ocidental, e do Brasil em particular. A própria Justiça está envenenada pelo Direito Alternativo ateu, socialista, e revolucionário. Uma nova geração de juízes e advogados trabalha pela Revolução anti-religiosa.



A propósito, hoje as mulheres, que ontem tiveram o seu Dia Mundial (dia criado pelas elites anti-religiosas globais, maçônicas e sionistas) são maioria nas universidades e faculdades de Direito. Muitas delas são mulheres enganadas pelo discurso socialista dos direitos humanos, da cidadania, e da democracia. Foram molestadas intelectualmente nas Instituições do Direito Alternativo, e torturadas com o cheiro do rim podre do Che Guevara. Acabaram amando o Big Brother. O sentimento nobre e terno que tinham pela humanidade, logo foi invadido pela sedução ideológica, o descaminho socialista. Outras, entretanto, são militantes raivosas, verdadeiras amazonas de um matriarcado psicótico e totalitário. Tradição e costumes religiosos são heresias para essa gente.



Curioso: a imagem da reunião é contraditória; o Conselho se reúne e vota a expulsão dos crucifixos sob a égide de um crucifixo na parede.

A reunião deveria ser anulada por isso, ou a imagem é falsa, isto é, jamais sensibilizou a Magistratura gaúcha. Estarrece pensar que tudo pôde mudar tão rapidamente e insensivelmente com uma penada, uma decisão comprometida pela visão socialista da vida e dos costumes, inclusive religiosos do povo. Para isso teve que ser unânime e irrecorrível, para a alegria da mídia corporativa. A imagem é forte: seria esta uma decisão sob a égide de Cristo? Acho que nasceu um Anti-Cristo jurídico nesta sala neste dia.


O pior, porém, ainda está por vir. Essa decisão infantil, cruel, e insensível para com o povo cristão gaúcho, deitará raízes malignas por todas as áreas e instituições públicas do país. O método fascista não é novo: primeiro expulsam cruzes; depois os crentes na Cruz. Na Alemanha Nazista foi assim: primeiro queimaram símbolos e livros; depois queimaram as pessoas. Ter religião, especialmente cristã, será em breve proibido ou só será possível com a licença de grupos gays já transformados em agentes do Estado Laico, soldados de uma outra religião, uma verdadeira e maligna Anti-religião.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Dilma Chuteirão entrou em campo


1/3/2012

E foi no episódio reforma do Estádio Beira-Rio vs Construtora Andrade Gutierres, que se arrasta há mais de ano, que o Presidente da República entrou de sola: exigiu que o Internacional, seu time do coração (eu nem sabia que o presidente tinha coração!), seja o único a oferecer um estádio à Copa de 2014 em Porto Alegre. E ainda ameaçou a Andrade Gutierres que se apressasse, se não...!


O tom ditatorial e totalitário do presidentão Dilma Roussef, que funciona bem para apavorar seus ministros corruptos (uns 10 por semestre) e controlar a imprensa, foi usado contra uma empresa privada que constrói estádios para outro ente privado. O presidentão berrou com a energia que vem dos seus altos índices de testosterona virtual, pensando que pode misturar tudo, o privado e o público, porque ele é a autoridade máxima do país, quando no máximo ela é apenas um presidentão da República, um reles gerente acabrestado pela elite globalista internacional, leia-se FIFA, leia-se ONU, leia-se o escambau.



Seguindo os passos do corrupto Lula, que fez tirar dinheiro público para doar ao seu Coringão, Dilma Chuteirão agora tenta aplicar aqui em Porto Alegre. Até o fascista Tarso Genro não gostou. Por ciúmes, é claro!


Ocorre que a Andrade Gutierrres, que fatura bilhões de dólares por ano, estava mordendo desavergonhadamente os entes públicos (Banrisul, por exemplo) para começar as obras no Beira-Rio. E continua a morder. O plano destes dois monstros ávidos, um privado, e outro governamental, ambos tarados pelo dinheiro do contribuinte, no entanto, até agora malogrou nos seus intentos. Até a imprensa da esgotosfera (copyright do Reinaldo Azevedo) percebeu a truculência de ambas, presidentão e construtora. O Dilmão Chuteirão deu um carteiraço de chefe de governo, segundo uma fonte que vem da esgotosfera próxima. O fato é tanto mais grave quanto o silêncio da mídia-esgoto sobre esse vexame, esse escândalo. Estou esperando ansioso pela segunda-feira para ler o artigo de Paulo Brossard na mídia-esgoto local.



A obra, inicialmente orçada em 370 milhões de reais, que alcançará valores estratosféricos (como sempre) em 2 anos, está parada, enquanto o tempo imposto pela FIFA se esgota. Somente um golpe de corrupção gigantesco e uma alta dose de totalitarismo poderiam impulsionar os trabalhos. Mas ainda não houve nenhum efeito, e nenhuma resposta da intimidada e ameaçada construtora.


Enquanto isso, não temos hospitais, estradas decentes, segurança pública, e educação. Sou contra a Copa no Brasil por isso. Não tenho porque ficar seguindo os passos de políticos corruptos em todos os níveis da vida política nacional, que vêem na Copa uma oportunidade única de faturar milhões; e, tampouco, não tenho que me submeter aos desejos da mídia-esgoto e seus lacaios chapa branca. Muito menos ainda à FIFA, uma entidade supranacional mais internacional do que a corrupta ONU. A FIFA não fica atrás em roubalheiras ou indignidades. Aqui no Brasil arrancará tudo que puder com o consentimento do corrupto Congresso. O Brasil se verga, se humilha por aquilo que acha o máximo: uma Copa do mundo de futebol, onde até os prejuízos decorrentes de uma catástrofe climática ou ambiental, que poderiam sobrevir na época do sagrado campeonato, terão que ser pagos com o dinheiro do trouxa torcedor.



E o pior: nem time temos! Se continuarmos assim, o Dilmão Chuteirão vai virar técnico ou nomear o Ministrão do Aborto para treinar os ronaldinhos. Enquanto isso, o corrupto Lula defende e abriga o corrupto presidente da CBF, Ricardo Teixeira, envolvido em maracutaias milionárias. Boi preto conhece boi preto, dizia Clodovil.

Do futebol para a Nova Família Brasileira.

O Brasil Big Brother está pronto, esperando pela Copa. A Nova Família Brasileira, de qual falei alguns artigos atrás, já está habilitada, ligada, presa na suprema armadilha, qual seja, a que a faz pensar que é ela quem está espiando. E que a Copa é para ela. Maledetta ignorância! A mídia-esgoto, de qual falei, repercute toda essa sacanagem incessantemente, fazendo a Novifamília pensar que está no controle da situação. Qual! Este absurdo é orwelliano, portanto, sistemático, estratégico, quase invisível e, principalmente, e essencialmente; enganoso, mentiroso, no nível máximo e insuportável de dissonância cognitiva. O resultado é a autodestruição da capacidade de pensar do povão; o fim do pensamento. Se torna penoso pensar. Então, vence o comportamento egoísta e racional — que se dane tudo o mais. E o Big Brother real toma conta. São mais de 30 anos. Eu conto desde Sarney e sua infame república.



A ditadura atual do Brasil, mais concreta do que uma chuteira 42 do presidente, ou presidenta, ou presidentão, do Dilmão — é exatamente o horror orwelliano com um sabor moreno e levemente sambante. É quando a arte serve ao crime, e não o contrário. É quando a ditadura comunista produz medalhas para o esporte ideológico. Nem sentimos a corrente do Gulag, como dizia Soljenitsin. O futebol anestesia.


Assim transitamos da mídia-esgoto para o absurdo da vida real, a vida dos contratos criminosos e da degeneração moral e ética. Daí para a sociedade (Nova Família Brasileira) foi um passo. Ficamos passivos, tudo aceitando como bons praticantes da cidadania.


Para encerrar, um fato curioso, testemunhado por milhões de brasileiros durante a narração de Galvão Bueno do último jogo da seleção. Galvão perguntou ao Arnaldo referindo-se ao Big Brother Brasil 12 (olha a duração desse lixo): “Arnaldo, qual deles vai para o paredão?” O narrador, aproveitando a audiência da Seleção Brasileira fez propaganda do produto da empresa-esgoto para qual trabalha. O programa Big Brother e toda a sua pornografia indecente insinua-se com a maior naturalidade na Nova Família Brasileira. Para ela é um mero e inocente entretenimento. Some-se tudo isso ao mundo das chuteiras, assim construindo um time formidável que vem vencendo qualquer eleição chamada por eles de democrata, e veremos o quão escravos estamos.

E o povo? O povo paga o seu estado de escravo, de eleitor, marcado como um gado, um Admirável Gado Novo. Por baixo, existem uns 100 milhões de escravos prontos para morrer por Dilma Chuteirão e suas fantasias lúdicas.

— 2/3/2012— NOTA DE ÚLTIMA HORA

Extra, extra! A construtora Andrade Gutierres acaba de ceder à pressão da Dilma Chuteirão. Até seu agente local, o governador, mudou o discurso depois de receber um suposto telefonema do chefão da construtora. Acionou o Banrisul que deve se afastar da posição de dignidade responsável que aparentava ter até ontem. Então houve a intervenção autoritária. As obras vão começar, salvo cachorro maior que parte do governo ou da esgotosfera amestrada. Esperemos.

------------



* Outra Nota, de gênero.

Segundo a ex-sexóloga e ora ministra praticante de alguma indignidade, Marta Suplicy, os nomes de gêneros, e as referências nominais a eles, devem ser abolidos porque todos são a mesma coisa. Não haverá mais ele e ela nas portas dos banheiros; nem pai nem mãe no tratamento usual das famílias e nos documentos. Tampouco haverá irmão, irmã. Qualquer um poderá e deverá ser tratado e chamado por qualquer gênero, como se nome identificado pelo sexo não existisse. E por desnecessário, porque a homofilia deve avançar. Mas, desnecessário só na cabeça destas bestas. Daí o meu uso franco e indiferente com as palavras neste texto que significam qualquer coisa em referência à coisa nenhuma sexual da Presidência da República atual: o nome da Besta, ou do Bestão Chuteirão.